Acontece no Setor | Fenabrave Fenabrave - Acontece no Setor
Indicadores
Atualizado em 22/09/2017
  Compra Venda
Comercial R$3,129 R$3,130
Turismo R$3,110 R$3,300
27º Congresso & ExpoFenabrave

México produz 2,5 milhões de veículos em 2017

13 / 09 /2017

A produção de veículos no México, segundo principal parceiro comercial do Brasil no setor automotivo, atingiu a marca de 2 milhões 522 mil 587 unidades de janeiro a agosto. O volume, majoritariamente fabricado para atender ao mercado dos Estados Unidos, foi 10,1% maior do que o registrado no mesmo período no ano passado.

O perfil exportador que constitui a indústria automobilística mexicana mostrou sua força no período, sendo responsável pelo aumento de 11% do volume de produção até agosto. De acordo com balanço da Amia, a associação das fabricantes mexicanas, foram exportados 2 milhões 16 mil 997 veículos, ou 79,9% da produção do período. Aos Estados Unidos foram enviadas 1 milhão 534 mil 137 unidades, destino que representou 76% das exportações, ao Canadá 178 mil 799 unidades e aos países da América Latina 150 mil 882.

Essa região, especificamente, aumentou sua participação nas exportações de veículos do México na comparação com os maiores mercados. Destaque para os embarques à Colômbia, que cresceram 31,3% de janeiro a agosto: 37 mil 351 unidades. Ao Chile foram exportados 16 mil 83 veículos, 25,8% a mais. E ao Brasil, segundo maior mercado da região, entretanto, diminuíram os embarques de veículos produzidos no México: foram 26 mil 516 unidades, 10,7% a menos do que no mesmo período do ano passado.

Mercado interno – As vendas internas no México mostraram estabilidade de janeiro a agosto em comparação com o mesmo período de 2016, 990 mil 492 unidades, 0,3% a mais do que no ano passado. O cenário – oposto ao brasileiro, que registrou produção menor do que a mexicana até agosto, 1 milhão 749 mil 15 veículos, mas foi maior no volume de vendas internas, 1 milhão 420 mil 79 veículos – deverá mudar em 2018, segundo projeções do setor daquele país.

Essas projeções são respaldadas por dados do Banco do México, e a expectativa do setor privado é de crescimento de 2,27% do PIB e queda da inflação de 6,24% para 3,85% no ano que vem. Com isso é esperada para 2018 a melhora no número de licenciamentos.

Autodata (Site) – 12/09/2017