Acontece no Setor | Fenabrave Fenabrave - Acontece no Setor
Indicadores
Atualizado em 23/05/2019
  Compra Venda
Comercial R$4,064 R$4,065
Turismo R$3,900 R$4,230
29º Congresso & ExpoFenabrave

Presidente Bolsonaro quer acabar com a placa Mercosul

15 / 03 /2019

Durante a transmissão ao vivo que virou padrão às quintas-feiras pelo Facebook, o Presidente da República Jair Bolsonaro disse que irá acabar com a placa do Mercosul.

“Vamos, com o nosso ministro Tarcísio [Freitas, de Infraestrutura], ver se a gente consegue anular essa placa do Mercosul. Porque não tem o município… não traz, no meu entender, benefício para o Brasil essa placa do Mercosul. É um constrangimento, uma despesa a mais”, declarou o presidente Bolsonaro.

“Estamos tentando uma maneira legal, acho que dá (sic) para encontrar, para acabar com essa placa do Mercosul também”, completou Bolsonaro.

A placa do Mercosul é um “problema” que vem se arrastando por anos no caso do Brasil. Ela começou a valer, finalmente, no final de 2018, porém teve, em dezembro de 2018, uma nova prorrogação da data limite para implantação – agora é 30 de junho de 2019.

Em novembro de 2018, uma resolução alterou a placa para retirar brasões de cidades e estados. Com a nova regra, o veículo manterá a mesma placa durante toda a vida útil, sem precisar alterar nada a cada mudança de cidade ou estado.

Polêmicas da placa Mercosul

A placa com padrão Mercosul foi presentada em2014. Ameta era que o novo sistema fosse adotado pelos países do bloco comercial (Argentina, Brasil, Paraguai, Uruguai e Venezuela) em janeiro de 2016.

Porém, em abril de 2015, o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) postergou a adoção das placas para 1º de janeiro de 2017. Pelo novo cronograma, toda a frota registrada no Brasil deveria realizar a troca das atuais placas pelas novas até 31 de dezembro de 2020.

ESTADO DE S PAULO – JORNAL DO CARRO – 15/03/2019